Espumante ou Champagne: Entenda a diferença! | Blog

Espumante ou Champagne: Entenda a diferença!

Bebidas especiais sempre estão presentes em ocasiões importantes. Após uma corrida, o vencedor recebe uma garrafa e brinda com seus companheiros no pódio, em um casamento, confraternizações com os amigos, ou num jantar romântico, sempre há uma garrafa com bebida para ser degustada e proporcionar ainda mais prazer aquele momento especial. Sempre que se fala sobre bebidas festivas logo vem à mente de muita gente o espumante ou champagne.

Depois de receber muitos questionamentos sobre o assunto, resolvemos produzir esse artigo, que tem a finalidade de sanar a seguinte dúvida: Quais são as diferenças entre espumante e champagne?

Caso você não saiba a resposta, recomendamos a leitura do conteúdo a seguir, você não vai se arrepender.

Todo champagne é um espumante, mas…

Antes de mergulharmos de modo mais aprofundado vamos fazer um pouco mais de confusão sobre o assunto.

No universo das bebidas, quem entende do assunto afirma que todo champagne, é um espumante, no entanto, nem todo espumante é um champagne, ficou ainda mais confuso, não é? Mas calma, que iremos explicar.

Primeiro, o espumante

A nomenclatura espumante é concedida a todo vinho que passa por um processo de duas fermentações naturais. Sendo a primeira, a fermentação alcoólica – capaz de transformar o açúcar da uva em álcool e que ocorre no interior de tanques.

Já o segundo processo fermentativo, que faz o espumante adquirir efervescência, pode ocorrer no interior de tanques pressurizados, ou então no interior da própria garrafa após o seu processo de envasamento.

Os vinhos espumantes são produzidos em muitos países, através de diferentes processos, como o método champenoise (também chamado de tradicional), charmat ou asti.

Essas nomenclaturas, normalmente estão estampadas nos rótulos da bebida.

Por conta disso tudo, os espumantes são bebidas que podem ser produzidas nas mais diversas localidades, através de diferentes processos e uvas de diferentes tipos.

Hora de falar do champagne

É chegada a hora de falar sobre essa famosa (e polêmica) bebida.

O champagne, que às vezes usa o termo abrasileirado champanhe, é um vinho branco, também espumante produzido na região de Champagne, situada no nordeste da França.

Para receber essa nomenclatura, a bebida deve ser produzida na região de Champagne-Ardenne e deve conter em sua fórmula o uso das seguintes uvas:

  • Pinot Noir;
  • Pinot Meunier;
  • Chardonnay.

Esses diferentes tipos de uva, devem ser cultivadas dentro da região delimitada, além de passar por rigorosos métodos de produção.

A nomenclatura champagne, é uma denominação fortemente controlada, sendo uma AOC – Apelação de origem de controle ou Denominação de origem controlada, muito rigorosa da França, instaurada no ano de 1927 e fortemente protegida através de vigilância.

Esse controle é tão rigoroso que um caso em especial ganhou repercussão mundial, quando a Comuna de Champagne, um local na Suíça, com pouco mais de 600 habitantes, teve que retirar a nomenclatura champagne dos seus vinhos, produzidos em seu território, por conta de um acordo internacional firmado pelo país e a União Europeia.

Modificando a nomenclatura da bebida

Por conta de todo esse conceito histórico a bebida apresenta diferentes nomenclaturas.

O champagne – com a letra ‘c’ minúscula é o vinho espumante elaborado e produzido de modo exclusivo na região francesa de Champagne – com a letra ‘c’ maiúscula.

Se o vinho for produzido com as mesmas uvas e técnicas, porém em qualquer outro lugar do mundo, terá que usar outra nomenclatura, como é o caso do Crémant, espumante francês de outras regiões, o Sparkling Wine, produzido nos EUA, ou então simplesmente o vinho espumante, como é chamado no Brasil e demais países que falam português.

Como foi citado anteriormente, o vinho espumante passa por duas fermentações, sendo que a segunda fermentação pode ocorrer em tanques pressurizados ou então na própria garrafa.

Já na região de Champagne, a segunda fermentação ocorre de maneira obrigatória no interior da garrafa, e esse método é chamado de champenoise.

E concluindo

Como mostramos, a dúvida sobre a diferença entre espumante ou champanhe está sanada, o diferencial entre essas bebidas é apenas uma condição geográfica.

Para beber champagne, é necessário comprar uma bebida que tenha vindo da região francesa de Champagne, mas isso nem sempre é algo vantajoso.

Você não precisa ir até a França ou desembolsar grandes quantias de dinheiro para beber um champagne.

Nossos espumantes são produzidos em ambientes controlados, com uvas selecionadas que conferem grande sabor e qualidade aos nossos vinhos espumantes, e o melhor de tudo, com um preço mais atraente.

Agora que você já sabe a diferença entre espumante e champagne, te convidamos para experimentar nossos vinhos e espumantes e nos seguir no Facebook e Instagram, assim, será possível ficar por dentro das nossas técnicas de produção e sempre saber das novidades.

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Receba nossas últimas notícias e ofertas especiais direto no seu email.

qualidade

Garantida

entrega rápida

Em até 7 dias úteis

ATENDIMENTO

Especializado

SEGURANÇA

Na compra