Maturidade dos vinhos e sua conservação - Blog VSA

Maturidade dos vinhos e sua conservação

Existe uma frase que se fala sobre os vinhos que é a seguinte: Quanto mais um vinho envelhece melhor ele fica. No entanto, quando se fala sobre a maturidade dos vinhos e sua conservação essa máxima nem sempre é verdadeira.

Quando se fale em maturidade dos vinhos existem uma série de fatores que precisam levados em consideração antes de deixar um vinho “envelhecer”. Embora sejam raros, existem alguns rótulos que merecem ser guardados para que se tornem ainda mais aprimorados com o passar do tempo.

No artigo de hoje vamos falar sobre as condições nas quais os vinhos devem ser conservados, qual é o tempo de guarda de diferentes vinhos e vamos mostrar quais são os vinhos produzidos com determinados tipos de uvas que merecem ser guardados.

Informações e condições de conservação

Quando falamos de maturidade dos vinhos e sua conservação é necessário que haja muita atenção por parte do consumidor.

Muitos vinhos hoje possuem fichas informativos nas quais é possível encontrar informações sobre seu potencial de guarda. Ou seja, que indica o tempo ideal para que o consumo ocorra durante o seu melhor estado.

Evolução positiva até certo tempo

Alguns vinhos apresentam uma evolução positiva de aromas e sabores quando e se bem conservados. Passado esse tempo, a bebida começa então a sofrer um declínio até que não seja mais considerada uma boa opção para o consumo.

Essa estimativa está diretamente ligada ao tipo de armazenamento, qualidade da uva e sua cor. Vinhos brancos, tendem a ter um período de validade mais curto devido à sua menor concentração de componentes antioxidantes.

Local e forma de armazenamento são importantes

O local e a forma de armazenamento também são muito importantes. O ambiente deve ser fresco com uma temperatura média de 13 a 15ºC com umidade controlada entre 65% e 75% e as garrafas não devem ser expostas à luminosidade durante o transporte e o armazenamento.

Por conta de seu potencial oxidante, a iluminação excessiva é um dos maiores inimigos para a qualidade de maturidade

O local deve ser fresco, com temperatura média de 13 a 15°C, com umidade controlada, entre 65-75%, e as garrafas não devem ficar expostas à luminosidade durante o transporte e o armazenamento. A iluminação excessiva é um dos perigos mais mortais para qualquer vinho.

Qualidade da uva

Outro fator que ajuda bastante na maturidade e conservação do vinho é a qualidade da uva utilizada.

Essa qualidade depende diretamente de como foi o ciclo da videira e como se deu seu processo de maturação. Se todo o processo de crescimento e desenvolvimento do fruto na videira tiver sido respeitado, então o vinho terá uma boa qualidade.

Quanto maior for a qualidade da uva utilizada para a produção do vinho, maior será seu período de boa qualidade.

Tempos de guarda de diferentes tipos de vinhos

Pensando em te trazer informações de maneira mais facilitada possível, vamos te mostrar agora os tempos de guarda estimados de diferentes vinhos.

Espumantes

O tempo de guarda dos espumantes variam entre 1 e 3 anos em condições adequadas e controladas.

Vinhos brancos e rosados

Vinhos brancos e tintos possuem menores concentrações de antocianinas quando comparados aos vinhos tintos. Assim de maneira geral possuem um tempo de guarda que pode variar de 3 a 6 anos.

Vinhos tintos

E por fim temos os vinhos tintos que possuem maior concentração de antocianinas e taninos, mas se não forem bem cuidados podem ter seu tempo de guarda diminuído. Seu período de guarda pode alcançar até 8 anos.

E concluindo

Todas as informações sobre maturidade dos vinhos e sua conservação podem ser vistos em seus rótulos ou fichas técnicas fornecidas pelo produtor.

Algo importante de ser colocado é que o tipo de uva utilizada também tem grande influência para determinar o tempo de vida da bebida. De modo geral, vinhos produzidos com uvas Cabernet Sauvignon e Pinot Noir ganham em qualidade com o passar do tempo desde que acondicionados adequadamente.

Todo vinho possui as etapas da vida bem definidas. Infância, juventude, maturidade e velhice se fazem presentes nos mais variados rótulos e cada um reage de maneira única.

A única certeza é que vão chegar à velhice mais cedo ou mais tarde, portanto devem ser consumidos até o seu período de maturidade.

E já que estamos falando de um tema único que tal saber mais sobre as linguagens dos vinhos e conhecer os termos mais utilizados nesse saboroso universo? Para isso é só clicar aqui e baixar o nosso Guia sobre a linguagem do vinho agora mesmo!

Compartilhe

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin

Receba nossas últimas notícias e ofertas especiais direto no seu email.

qualidade

Garantida

entrega rápida

Em até 7 dias úteis

ATENDIMENTO

Especializado

SEGURANÇA

Na compra